A grande oportunidade para o seu negócio crescer pode estar nas importações/exportações ou comércio exterior. Entretanto, comprar e vender de outros países é um bocado mais complexo do que fazer negócios no mercado nacional. Para propiciar um bom ambiente de importação e exportação, a área contábil tem importância fundamental, assegurando o sucesso de suas transações.

Neste texto damos mais detalhes sobre a relevância do setor contábil para empresas que desejam começar a fazer importações e exportações. Confira nosso post até o fim para saber mais.

Organização contábil antes de fazer importações/exportações

Antes de começar a importar e exportar de outros países, é muito importante que a empresa esteja em dia com suas próprias contas, bem como em situação regulamentada com o fisco. É possível sempre verificar a situação do empreendimento no site da Receita Federal, mas é o setor contábil que ficará responsável por “arrumar a casa”.

Também é preciso realizar um bom planejamento estratégico das compras e vendas do exterior. O setor contábil da empresa pode auxiliar a gestão central do negócio sobre quais países são os mais atrativos para se negociar, com base em legislações alfandegárias, políticas aduaneiras para cada produto e possíveis relações entre os países que facilitam ou dificultam os negócios.

Auxílio nos procedimentos documentais de importações/exportações

Como sabemos, o Estado brasileiro é bastante burocrático quando o assunto é tributação, regulamentações e documentações. Quando uma empresa brasileira deseja fazer negócios com entes de outros países, esta burocracia, infelizmente, aumenta. É nesse momento que a atuação da equipe contábil se torna ainda mais indispensável.

Quem está prestes a embarcar no comércio exterior precisa entrar no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), se habilitar no sistema Radar, da Receita Federal, realizar declarações e licenciamentos de importação e exportação, expedir faturas pró-forma e faturas comerciais dos produtos negociados, entre outras necessidades.

Os profissionais do setor contábil estão preparados para lidar com estas demandas e podem garantir que a empresa compre e venda ao exterior sem ter qualquer tipo de empecilho legal ou de natureza burocrática.

Registro contábil dos negócios realizados

Quando uma empresa vai importar produtos, ela paga 5 tributos:

  • Imposto de Importação (II)
  • Imposto de Produtos Industrializados (IPI)
  • Programa de Integração Social (PIS)
  • Contribuição para Fins Sociais (Cofins)
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

Para a exportação, paga-se apenas o Imposto de Exportação (IE), cuja alíquota pode variar de 30% a 150% em alguns produtos muito específicos (que também depende da política externa do Governo Brasileiro).

Como estas alíquotas mudam ao longo do tempo e também estão sujeitas a influências políticas, o trabalho da equipe contábil ajuda a manter a arrecadação e o pagamento de impostos conforme as exigências legais atualizadas.

Com planejamento, monitoramento e registro contábil adequado, a empresa evita multas e ainda pode se programar para pagar menos impostos ao longo de seus negócios de importação e exportação. O setor contábil, portanto, traz economia de recursos à empresa.

Conheça as nossas soluções e entre em contato conosco. Utilize nosso formulário de contato ou fale com nosso Chatbot.